Pesquisar neste blog

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Por sobre o orgulho

Nas curvas do caminho, o abatimento
sufoca a humanidade, fatigada.
O orgulho é morte; o ódio, o fio da espada
que brande o ser humano desatento,

porque a soberba é mãe do sofrimento,
alcova da ilusão, penosa estrada!
Mas vejo adiante, a Terra iluminada
no sonho esperançoso que acalento:

- O amor, a fulgurar na noite escura,
e branda luz banhar - qual nova cura -
as dores dos humildes e cansados...

- Tal força, como o orvalho pelos prados,
por sobre o orgulho avança e o peito invade
tingindo os corações de caridade...

Gilberto de Almeida
22/05/2014



2 comentários:

  1. A arte da poesia, da pintura, da musica e todas manifestações artísticas e até simples atos ou atitudes de pessoas simples são resultados da vontade divina de lapidar esse diamante bruto chamado ser humano.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado, amigo. A Vontade Divina. É a Ela que atrelo meus sonhos. Um grande abraço.

    ResponderExcluir