Pesquisar neste blog

segunda-feira, 29 de julho de 2013

O ego e o nada















O ego encontrou o outro
tão menor e tão menos,
pelo menos,
que o ego se engrandeceu.

E o ego encontrou as coisas todas
e as pôs num cesto de vime
e o ego se engrandeceu.

E o ego encontrou a vida
que passava por ele
que passava por ela
e o ego se engrandeceu.

E quando enorme estava
o ego procurou lá dentro
de si mesmo...

E o ego encontrou o nada -
que era muito maior que ele! -
e o ego se empequeneceu.

E se empequeneceu,
empequeneceu,
pequeno,
seu,
eu
.
.
.

Gilberto de Almeida
29/07/2013


quinta-feira, 18 de julho de 2013

Haicai e flores - XXXIII


Querido Edelweiss
floresces das minhas preces,
mas onde é que vais?

Gilberto de Almeida
18/07/2013


Tons de Azaléias florindo luz

Quando retornei da noite escura
em que imergia minha alma, esvaziada de sentido,
quando despertei do pesadelo do mundo
para a mansidão do recanto dos teus braços,
quando, enfim, deixei-me ungir pelo bálsamo benfazejo da tua vontade
que amenizava as chagas da minha cegueira desconsolada
e, aconchegado na verdade, voltei a enxergar a vida,
presenteaste-me, meu Deus, com a primavera deslumbrante
iluminada pela tua misericórdia infinita;
premiaste fartamente a mísera gota d'água
com a visão do curso austero por onde o rio caudaloso
segue seu destino e deságua no oceano;
recompensaste um espírito aflito que simplesmente se curvou
com a sublime visão florada dos mundos celestiais
que a tua bondade transportou à Terra
somente para incendiar-me a esperança,
mas que tomou-me por completo o coração.

Gilberto de Almeida
18/07/2013



quinta-feira, 4 de julho de 2013

Haicai e flores - XXXII


Pequenos cometas
desfeitos em verdes leitos...
Mas são violetas!

Gilberto de Almeida
04/07/2013


Não sou vidente, sou médico

Não sou vidente, sou médico,
mas hoje tive uma visão do futuro...

Vi João Antunes em casa, acamado,
um cilindro de oxigênio e um nebulizador -
Enfisema Pulmonar! -
providências custosas que a família tomou.
A filha Elizabete instalara um colchonete no quarto do enfermo,
que era viúvo;
abdicara da vida própria 
e dele cuidava
dia e noite!

Vi Rubens Oliveira numa seção de hemodiálise
enquanto aguardava transplante renal.
Já não conseguia emprego.
Ninguém queria um funcionário doente
frequentador tão assíduo
de Hospitais.

No quarto de Dona Gertrudes, 
vi o momento exato
em que o Câncer Pulmonar
provocara uma hemoptise.
A filha ficou horrorizada.
A família, psicologicamente destruída,
aguardava o tempo passar.
Dona Gertrudes ainda viveria mais quinze dias.

Roberto Cruz carregava a sua
bengala.
Menos infeliz este,
cuja circulação da perna direita cessara totalmente
e fora submetido à amputação.
Pelo menos, no restante, estava bem. 
Por ora.

Seu Epitáfio era
só osso!
Câncer de estômago.
O filho largara o emprego
para cuidar dele!
A família estava na miséria!

Dona Valquíria tivera um acidente vascular cerebral
há poucos dias.
Ainda no leito do hospital,
queria dizer algo
que ninguém entendia.
Disfásica e angustiada,
pegou a colher da sopa com a mão esquerda,
mas derramou sobre o lençol.
O lado direito do corpo estava paralisado.

Andréa tinha mais uma discussão em altos brados com Bruno
que há cinco meses
não conseguia uma ereção!

Ninguém via Carlos mover um músculo,
ninguém via seu sofrimento.
Tivera um infarto extenso. 
Até o socorro chegar, até que as providências fossem tomadas,
teve grave hipóxia cerebral.
Estava em Coma.
Se sofria era em silêncio.
Mas sua noiva sofria em voz alta.
Enquanto lhe envolvia as mãos,
via sonhos ruírem
e chorava copiosamente.

Com Julieta fora diferente.
Ela tinha dado ouvidos a um conselho médico,
procurou ajuda
e parou de fumar.
Ela, o marido e dois filhos
estavam na praia
e se divertiam.
Todos sorriam.

Não sou vidente, sou médico,
mas tinha nove bitucas de cigarro pelo chão
em frente à Lanchonete do Seu Augusto.

Não sou vidente, sou médico.
Tem coisas que eu já sei.
Então tive uma visão do futuro...


Gilberto de Almeida
04/07/2013


quarta-feira, 3 de julho de 2013

Médiocracia


Vai lhe dar
sem validar...
Invalida.

Importar
sem se importar...
Não importa!

Gilberto de Almeida
03/07/2013


Efeito Egito


Gilberto de Almeida
03/07/2013



Da paz!


Gilberto de Almeida
03/07/2013



terça-feira, 2 de julho de 2013

Confissões de uma executiva

Eu cito à plebe
num plebiscito
que mal concebe
o quanto aflito

é quem percebe
que eu acredito
que essa ralé be-
be o meu conflito.

Mas quero mesmo
é que essa gente
tão descontente

responda e esmo
e cesse um dia, a
democracia!

Gilberto de Almeida
02/07/2013


Paz no futuro - II


Gilberto de Almeida
02/07/2013



Eu já lhes falei de paz?


Gilberto de Almeida
02/07/2013



segunda-feira, 1 de julho de 2013

Luzes


Gilberto de Almeida
01/07/2013