Pesquisar neste blog

sexta-feira, 17 de abril de 2020

Falava, ensinando

E pôs-se a falar e os ensinava, dizendo
(Jesus. Mateus: 5;2)


Jamais o dialogar improdutivo,
tampouco, o comentário inconsequente!
Ninguém pode dizer que represente
Seu verbo, de injustiça, algum motivo.

Também, nunca, morada em seu arquivo
mental, fez a palavra deprimente.
Não há registro algum que O ponha à frente
de alguém, deblaterando, incompassivo.

Jesus, em toda a vida iluminada,
jamais usou seu verbo sem prudência,
alheio à utilidade e à pertinência,

porém, sua palavra, nova estrada
abriu, no som tenaz da voz Divina,
que usou para ensinar (e ainda ensina!).

Gilberto de Almeida
17/04/2020

segunda-feira, 9 de março de 2020

Justiça celeste

Com efeito, eu vos asseguro que se a vossa justiça não ultrapassar a dos escribas e a dos fariseus, não entrareis no Reino dos Céus..
(Jesus. Mateus: 5;20)


Não há como levar para o celeste
recando de alegrias, no infinito,
celeumas que, de um código restrito
de dogmas controversos, recebeste.

De fato, quem apenas manifeste
a compreensão daquilo que têm dito
os grandes, nos domínios do erudito,
não leva aos Céus apólice que preste.

Preciso é libertar-se da escritura
e achar, do paraíso, a própria chave
no imo da consciência, na mais pura

inclinação do espírito; que se grave
o amor na própria alma e, porventura,
que a porta do infinito se destrave!

Gilberto de Almeida
09/03/2020

Jesus sentou-se

E Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos.
(Jesus. Mateus: 5;1)


Jesus não ensinou de sobre o púlpito,
de pé, assoberbado e superior...
Sentou-se, como o último dos súditos
de Deus e proclamou-nos Seu amor.

Singelo simbolismo: alguém, de súbito, 
se senta, humildemente, e vem propor,
quiçá na relva verde, em tronco rústico,
acesso ao reino eterno de esplendor.

Também não procurou seu auditório,
mas d'Ele aproximaram-se os discípulos.
Do Mestre, tão humilde e tão notório,

aqueles que desejam aprender,
mais perto, cheguem, pois, de seus fascículos
de luz, de caridade e de saber!

Gilberto de Almeida
09/03/2020

domingo, 1 de março de 2020

Lei Universal

Ouvistes o que foi dito aos antigos: Não matarás: aquele que matar será réu em juízo.
(Jesus. Mateus: 5; 21)


Ouviste o que foi dito: não mateis!
Decerto é proibição, concordarás!
Porém, reconheçamos que, talvez,
exista na assertiva um tanto mais.

É justo conceber que, em suas Leis,
o Pai Perfeito sabe o que Ele faz!
Ninguém pode matar, já que ele fez
Espíritos eternos e imortais!

No entanto, quem matar o corpo humano,
bendita ferramenta passageira
do Espírito, esse é réu, pois no ato insano

afronta a Luz Divina e, contrafeito, 
um dia enfrentará, queira ou não queira
a Lei Universal de causa e efeito!

Gilberto de Almeida
01/03/2020


quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Distância espiritual

Aquele, portanto, que violar um só desses menores mandamentos e ensinar os homens a fazerem o mesmo, será chamado o menor no Reino dos Céus. Aquele, porém, que os praticar e os ensinar, esse será chamado grande no Reino dos Céus.
(Jesus. Mateus: 5;19)


Os mandamentos todos se resumem
a dois, que são, de fato, semelhantes.
Amar a Deus é aquele que vem antes;
depois, amar o amor dos que se unem

fraternalmente; o amor que é como lúmen
na noite de emoções invigilantes.
Das posses materiais tu não te encantes,
nem nelas nossas vidas se avolumem

porque o materialista, vive e prega
o império da egoísmo sobre o amor.
É mente pequenina, surda e cega

que, ao mundo, se pretende sobrepor,
enquanto quem se doa, quem se entrega
porque ama, é, sim, dos Céus, embaixador.

Gilberto de Almeida
20/02/2020

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Lei Cósmica

Porque em verdade vos digo que, até que passem o céu e a terra, não será omitido nem um só i, uma só vírgula da Lei, sem que tudo seja realizado.
(Jesus. Mateus: 5;18)


A lei da Terra é tese passageira
e frágil como o homem, que a gerou.
Porém, a Lei Divina, a Lei Primeira,
persiste e brilhará depois do Sol.

Não falo da lei dúbia e interesseira
atribuída a Deus, que a não criou.
Não falo da palavra que se esgueira
nas páginas que o tempo consagrou.

Refiro-me à Lei Cósmica irrestrita
que rege a sinfonia do Infinito,
que enquanto traça a rota em que se agita

cada planeta e estrela, noutro nível,
controla cada mínimo quesito
no mundo da matéria e do invisível!

Gilberto de Almeida
19/02/2020

domingo, 16 de fevereiro de 2020

Santo bisturi


O sofrimento é santo bisturi,
guiado pelas mãos de nosso Pai.
Renova, cada lágrima que cai,
o Espírito, nas páginas de si.

Remove d'alma, a pústula que ali,
no orgulho e no egoísmo se contrai.
Por isso, amigo, há dor, porém, pensai
na causa e nova vida construí.

Aquele que pensasse um pouco mais
na chaga espiritual que o contagia
e procurasse a dádiva da paz

cuidando de curar-se, então, dos seus
males d'alma jamais precisaria
da dor, que é o bisturi, nas mãos de Deus.

Gilberto de Almeida
16/01/2020

Inspirado em: Recados do Meu Coração. Bezerra de Menezes/José Carlos de Lucca. 
Capítulo "A beleza interior"


sábado, 15 de fevereiro de 2020

A Lei que Ele cumpria

Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas. Não vim revogá-los, mas dar-lhes pleno cumprimento.
(Jesus. Mateus: 5;17)


É claro que Jesus se referia
à Lei de Deus, que os tempos não consomem.
É ingênuo acreditar que a Estrela Guia
se guie pelas prédicas dos homens.

E a Lei de Deus jamais se prestaria
a prescrições efêmeras que somem
perante a Realidade Luzidia
que brilha além da página em que dormem.

Jesus perdoava mesmo quando a norma
escrita condenava alguém à morte.
A Lei que Ele cumpria, plataforma

diversa vinha, esplêndida, propor.
É a Lei que pede ao homem que se porte,
na Terra, sob a Luz do Seu Amor.

Gilberto de Almeida
16/02/2020

A hora que não vejo


Meu pai, querido pai, eu não me esqueço
das noites de palestra alentadora.
Deitava-me no chão e era o começo
do assunto que seguia noite afora.

Porém, falhei contigo e pago o preço
da ausência que, insidiosa, se demora.
Meu pai, saudoso amor, é o que te peço
que aceites, de minh'alma devedora. 

Já sei  que tudo passa, e há novo ensejo
de refazer, na vida, o que foi feito.
E a vida também passa, num lampejo, 

e um dia, o desenlace, de algum jeito,
virá trazer a hora, que  não vejo,
de novo, de estreitar-te contra o peito.

Gilberto de Almeida
15/02/2020

Haicai e flores - LIV


Por isso demoras...
Se fores ver teus amores,
são mais de Onze Horas.

Gilberto de Almeida
15/02/2020