Pesquisar neste blog

sexta-feira, 23 de março de 2012

Chope

Saí do trabalho
Estou c'o pensamento embriagado
e o sentimento em louro efervescente
de espuma branca a borbulhar na mente
pois hoje é sexta-feira, é feriado!
Já com preguiça
E enxergarei a noite extasiado
desde o ângulo focal da etérea lente,
do etílico pensar que, inconseqüente,
transforma o amargo em doce amargurado.
Quero mesmo é sossego
Boêmia, a vida vai sentar à mesa
pensando que o universo estacionou,
faminto, ante um pão com calabresa,
O "garçon" traz salsicha
Sem pressa, sem horário de metrô,
pistache, sem "garçon" não há clareza...
-    Que tudo exploda que esta noite é CHOPE!

Que então eu bebo com profundo desapego...


Gilberto de Almeida
(por volta de 1992)

Um comentário:

  1. Pequena mudançazinha de ontem para hoje. Substituí a palavra "emprego" no primeiro verso à esquerda por "trabalho".

    ResponderExcluir