Pesquisar neste blog

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Soneto da Amizade

Uma amizade é a alma que se apega,
que apenas por amor se comunica;
não fere, não machuca e nem critica
pois a amizade verdadeira é cega.

Uma amizade é planta que se rega,
a que se empresta o tempo e se dedica
a calma, o sono, e quanto mais se aplica
a gente, nesta lida, mais se entrega.

Pergunto, então, a que me servirá
uma amizade? E assim respondo: bem,
que dela, nada que exigir-se há:

pois a amizade é um mimo que se tem,
e como um filho a quem o amor se dá
é um mesmo sem querer, querer alguém!

Gilberto de Almeida
20/06/2012


15 comentários:

  1. amizade de verdade e assim

    ResponderExcluir
  2. Um canto ao encanto que uma bela amizade nos proporciona Gil.
    Afastado um tempão daqui,vejo que perco muito.
    Recebo normalmente as atualizações via feed/rss.
    Voce continua de parabéns com sua criatividade amigo.
    Um abração.
    Prossiga soltando as suas inspirações ao mundo, que agrada e muito.
    Até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanta generosidade, meu amigo. Não mereço, mas agradeço.

      Excluir
  3. Lindo soneto, Até enviei para uma amiga.
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Que a amiga possa viver essa amizade desinteressada. :)

      Excluir
  4. Adorei esse soneto:)

    ResponderExcluir
  5. Adorei esse soneto:)

    ResponderExcluir
  6. Ah, mas Gilberto, por mimos assim aqui sempre estaremos! :)
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Dulce. Você é uma amiga muito querida!

      Excluir
  7. Muito lindo, parabéns!
    PS: encontrei este poema procurando por "sonetos de amizade" para o dia do amigo. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Jéssica! Seja bem-vinda e volte sempre.

      Excluir