Pesquisar neste blog

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Via Sacra

"Ora (direi) Mademoiselle! Certo
perdeste o lenso!" E enxugarei teu pranto,
com meus cabelos, coração aberto -
E abro a janela para um novo encanto!


E dançaremos toda a noite, enquanto
A tia velha, num soninho esperto,
cochila. E, ao ver saída, nalgum canto,
levar-te-ei ao canto mais deserto.


Direi então: "que tal fugir comigo?
Que queres desta festa? Que sentido
tem ela agora, se já estou contigo?"


E me dirás: "Ai ai ... verei estrêlas!
Mas me prometas cochichar no ouvido
algum poema que me faça vê-las!"


Gilberto de Almeida
12/09/2012

Paródia de: Via Láctea (Olavo Bilac)


Nenhum comentário:

Postar um comentário