Pesquisar neste blog

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Haicai e flores - XXIX


Os poros da pele, a
lembrança suave alcança...
Ternura e Camélia.

Gilberto de Almeida
19/06/2013



4 comentários:

  1. Sensorial...que gracioso!


    abraços/



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo gentil comentário, Rosa Mattos.

      E bem-vinda ao blogue!

      Abraços.

      Excluir
  2. Não conheço as regras de haicai, estávamos discutindo sobre na escola. Alguns professores comentaram sobre como deve ser. Não gosto de regras, sou poesia subversiva, rs. Sei que o teu Haicai ficou bacana. Abraços Gilberto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diego. Obrigado pela sua leitura!

      Aqui no meu blogue, eu publico haicais em três categorias:

      1) haicai livre: a única regra é ter três versos. Em geral, deve ter temática relacionada à natureza (coisa que eu não sigo!)

      2) haicai formal: aí eu sigo um padrão definido pelo meu quase homônimo "Guilherme de Almeida". Esse padrão consiste em:

      - os haicais têm três versos;
      - o primeiro verso rima com o terceiro;
      - o primeiro e o terceiro verso têm cinco sílabas poéticas cada um;
      - o segundo verso tem sete sílabas poéticas;
      - no segundo verso, há uma rima interna. A segunda sílaba poética rima com a sétima.

      Esse é o tipo de haicai que eu mais frequentemente publico. Todos da série "Haicai e flores", por exemplo, seguem esse padrão.

      3) Haicai verticais: são uma experiência, que junta haicai e poesia concreta, onde os versos são escritos na vertical, como na versão japonesa original (aproveite para dar uma olhada!).

      Obrigado pelo comentário e um abraço.

      Excluir