Pesquisar neste blog

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Ciclo


Na vida, queda e luta, queda e luta!
É assim que Deus lapida a pedra bruta.
Na morte, a mesma luta, o mesmo empenho.
Ao menos é o que lembro de onde venho...

Na vida, a consciência diminuta
e a dor, a burilar-nos a conduta!
Na morte, a mesma mó, mas noutro engenho.
São estas as lembranças que retenho...

A vida, a morte... o ciclo permanente,
são aros desta roda que pressente
as trilhas do futuro e nos convida

à evolução eterna, de tal sorte
que se há, depois da vida, sempre, a morte,
depois de cada morte há nova vida!

Gilberto de Almeida
12/08/2016


4 comentários:

  1. Sim, a morte é o que antecede um novo renascimento, assim como a vida é o que antecede o libertar do que já foi. Um ciclo que se repete, durante a vida e durante a que vem depois dela.

    Um abraço, Gilberto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graças à benignidade das Leis de Deus... Permite-nos nascer, morrer, renascer e progredir sem cessar...
      Um abraço, Isa.

      Excluir
  2. Brilhante na forma e no conteúdo...
    um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário generoso, Guaraciaba. Um abraço.

      Excluir