Pesquisar neste blog

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Alma nascitura - II


Do alto, no infinito, alguém procura
tornar à efervescência desta pira...
É o espírito, exitante, que pedira
a chance de uma nova investidura.

Esforça-se, trabalha e se depura
até que, na matéria, então, se atira...
Não mais rancor, nem medo, nem mais ira;
no ventre, a paz da alma nascitura!

Em breve vem ao mundo uma criança,
guerreira dessa guerra interior
de imenso desafio, ao qual se lança!

E cabe ao mundo adulto, então, transpor
a porta que a separara da esperança,
na voz do bom exemplo e à luz do amor!

Gilberto de Almeida
12/10/2016


2 comentários:

  1. A grande aventura de viver na matéria os seus desafios...só com muito amor e esperança.
    Um abraço

    ResponderExcluir