Pesquisar neste blog

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Cálice Sagrado



A vida do cristão é doce alento
oferecido em taça de amargura 
ao coração sofrido que procura
servir sem recompensa, oculto e isento.

É cálice sagrado o seu intento,
na Terra derramado, com doçura,
porque, se entrega luz, recolhe a escura
ingratidão do mundo desatento.

Porém, não se intimida; segue adiante!
Donde a energia imensa que garante
tal brio, tão incomum, tão pouco visto?

É que essa força nasce além da Terra
e ao servidor humilde se descerra
como esperança, luz e amor do Cristo.

Gilberto de Almeida
04/12/2017


2 comentários:

  1. Um dos mais belos textos que já li. Um texto singular! Parabéns poeta e obrigado por compartilhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Jota Alves. Obrigado pela visita e pelo comentário gentil. Se você gostou deste soneto, acredito que vai gostar deste outro. Dê uma olhada:

      http://poemassempressa.blogspot.com.br/2017/12/cartao-fraterno.html

      Excluir