Pesquisar neste blog

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Nevegação em dois atos


I

Para o meu alento,
na noite em que vivia
o timoneiro era o vento.

II

Quando despertei,
a doce luz do dia
agora era a minha lei.

Gilberto de Almeida
12/11/2012




2 comentários:

  1. O timoneiro e a luz encantam o leitor ao navegar os seus versos, Poeta!

    ResponderExcluir